-->

BRC mostra as dificuldades enfrentadas pela turma na região de Campinas e Paulínia

Nossa equipe de reportagem rodou pela Região de Metropolitana de Campinas e Paulínia, no interior do estado de São Paulo, e foi conferir como a turma está se virando neste momento de crise. Frete baixo, roubo, falta de infraestrutura. O dia dia na estrada não está nada fácil!

Em Campinas, a caminhoneirada espera dias para não retornar pra casa com a carreta vazia, sinônimo de prejuízo para quem vem de longe. Com a falta de frete e a dificuldade em conseguir uma carga de retorno, a saída são os aplicativos para celular.

Outra preocupação enfrentada pelos caminhoneiros é o risco de assaltos. Em um ano, o registro de roubos de cargas aumentou 17,5% na região, segundo dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). Alimentos, celulares e combustíveis são os alvos preferidos das quadrilhas.

Paulínia

Já no bairro do Betel, em Paulínia, não falta trabalho, mas quem espera para carregar ou descarregar o pesado não tem a mesma sorte. A turma chega a esperar até 24 horas na porta da fábrica, além disso, não há infraestrutura adequada para os caminhoneiros, como banheiros limpos e pátio para descanso.

Saiba mais na reportagem de Fernando Richeti e Gilmar Silva!

http://www.brasilcaminhoneiro.com.br/na-tv/dificuldades-campinas-e-paulinia/

 

RUA DR ODON CARLOS FIGUEIREDO FERRAS 1214 - CEP: 05121-000 - SÃO PAULO - SP
Topo